Tomé de Souza

Por Fernando Rebouças
Primeiro governador do Brasil. Tomé de Souza nasceu em 1515, na cidade de Rates, Portugal, faleceu no mesmo país em 29 de janeiro de 1579. Foi designado primeiro governador-geral do Brasil em 1549, obedecendo a seguinte carta:

“Eu, el-rei Dom João 3o, faço saber a vós, Tomé de Souza, fidalgo da minha casa, que ordenei mandar fazer nas terras do Brasil uma fortaleza e povoação grande e forte, na Baía de Todos-os-Santos. (…) Tenho por bem enviar-vos por governador das ditas terras do Brasil.”

tomé de souzaTomé de Souza era filho bastardo de  D. João de Souza, e de Mécia Rodrigues de Faria. No exército português serviu na África, onde realizou uma expedição no norte do continente. Em 1535, recebeu o título de fidalgo.

Como governador-geral do Brasil, recebeu autorização para fundar, povoar e fortificar a cidade de Salvador, pertencente à capitania real da Bahia. Foi governador-geral até 1553, sendo substituído por Duarte da Costa.

O envio de Tomé de Souza era uma maneira de superar o fracasso do método das Capitanias Hereditárias. A Carta Régia escolhia a capitania da Baía de Todos os Santos como a sede no governo.

A Coroa portuguesa já havia comprado a capitania do herdeiro do donatário Francisco Pereira Coutinho. Tomé de Souza chegou na Bahia em 29 de março de 1549, acompanhado de colonos e jesuítas.

Em 1551, criou o primeiro bispado no Brasil, sendo nomeado bispo dom Pero Fernandes Sardinha. Criou câmaras municipais e estimulou a criação de engenhos.

Em viagem a Capitania de São Vicente, fortaleceu o comércio e defendeu as terras de invasores, nessa época fundou a vila de Itanhaém. Retornou para Portugal em definitivo em 1553.

Fonte:
http://educacao.uol.com.br/biografias/ult1789u375.jhtm


Nenhum comentário sobre "Tomé de Souza". Clique aqui para adicionar um comentário.