Invasões Francesas no Brasil

Por Tiago Ferreira da Silva
Para os franceses, o descobrimento da América pelos espanhóis e a assinatura do Tratado de Tordesilhas, que dava o direito de compartilhar a nova terra somente com os portugueses, era um injusto privilégio sustentado pelas potências ibéricas.

Quando Pedro Álvares Cabral chegou pela primeira vez em terras brasileiras, os franceses se apressaram em enviar algumas de suas tropas para lá. Em 1503, eles embarcaram com o navio “Espoir”, estabelecendo um primeiro contato onde descobririam as riquezas naturais brasileiras, das quais se destacariam o pau-brasil, usado para tingir os materiais têxteis fabricados pelos franceses.

A mando de Jean Dupéret, em 1531 os franceses tentaram construir um forte comercial na Ilha de Santo Aleixo, próximo ao Recife, mas foram facilmente repelidos pelos portugueses e tiveram que se retirar no fim daquele ano.

Em 1555, cerca de cem franceses sob liderança de Nicolas Durand de Villegagnon chegaram na Baía de Guanabara e se dirigiram a uma ilha deserta que ficou conhecida como Ilha de Villegagnon. Lá, eles estabeleceram contato com os indígenas locais e formaram o Forte Coligny.

Um ano depois, mais navios franceses aportaram no local, constituindo a França Antártica, colônia liderada por Villegagnon. Entretanto, sua rigidez administrativa e suas normas exigentes fizeram com que alguns franceses retornassem à pátria, paralisando os avanços comerciais na região.

O progresso da invasão francesa por Villagagnon foi interrompido pelas divergências culturais e linguísticas entre franceses, portugueses e indígenas, resultando em um grande desconforto nas relações comerciais entre eles. Além do mais, Portugal não queria a interferência dos franceses no desenvolvimento de sua colônia e, para expulsá-los do Brasil, o terceiro Governador-Geral Mem de Sá organizou uma expedição com 1.000 índios e 120 portugueses para destruir a colônia francesa.

Ainda assim, após a trágica derrota alguns franceses conseguiram se refugiar em pequenas aldeias indígenas, mas foram erradicados pelo sobrinho do governador-geral Estácio de Sá, em uma expedição que data de 1567 onde foi criada a cidade de São Sebastião, no estado do Rio de Janeiro.

Em 1612, os franceses novamente tentaram invadir o Brasil, chegando pelo litoral nordestino e se fixando no atual estado do Maranhão, onde fundaram a cidade de São Luís e formaram uma nova colônia que ficaria conhecida como França Equinocial.

Os franceses conseguiram manter uma sociedade pacífica por cerca de um ano no Maranhão e pediram reforços de sua terra natal para conquistarem de vez o Nordeste brasileiro. Em outubro de 1614, os portugueses, que haviam dominado a região do Ceará, formaram o Forte de Santa Maria, em Guaxenduba, com o objetivo de expulsar de vez os franceses da região. Apesar de estarem em maior número, os franceses armaram uma investida, mas foram amplamente derrotados pelos colonos.

Para assegurar a partida definitiva dos invasores, os portugueses enviam centenas de combatentes para invadir os assentamentos franceses, em novembro de 1615. Sem forças para se defender, os franceses se rendem e desistem de conquistar o território brasileiro.

Fontes:
http://www.infoescola.com/historia/invasoes-francesas-no-brasil/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Invasões_francesas_do_Brasil


Nenhum comentário sobre "Invasões Francesas no Brasil". Clique aqui para adicionar um comentário.