Tratado de Haia

Por
Em 1654  a República Holandesa exige as terras brasileiras que tinham sido conquistadas pela Coroa Portuguesa. Sob ameaças da frota holandesa, Portugal cede e devolve os territórios. Johan de Witt e Cornelis de Graeff não concordam, pois achavam o comercio mais importante que a tomada de territórios. Esse será um dos fatores que levaram a ser  assinado um tratado de paz.

Em 6 de agosto de 1661, foi assinado um tratado de paz em Haia (cidade holandesa) entre Portugal e a Holanda. Com esse tratado as terras brasileiras conquistadas pela Holanda, que se chamavam de Nova Holanda ou Brasil Holandês, tiveram de ser formalmente devolvidas à Portugal em troca de uma indenização de oito milhões de florins, equivalente a 63 toneladas de ouro.

Essa indenização foi paga em parcelas que duraram quatro décadas. Devido à demora e às fortes ameaças da Republica Holandesa à Lisboa e a região Nordeste do Brasil, Portugal cede o Ceilão (atual Sri Lanka) e as Ilhas Molucas (na Indonésia) e alguns privilégios sobre o comercio açucareiro para a República Holandesa.

Tanto Portugal, quanto a Republica Holandesa se comprometeram a respeitar as atividades comerciais de seus oponentes. As terras que foram conquistadas antes da firmação do tratado permaneceriam com o dono do momento da firmação do tratado. Pouco depois a Holanda irá violar o tratado dominando a Costa de Malabar e a  paz só será selada definitivamente em 1663.

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Tratado_de_Haia_(1661)


Nenhum comentário sobre "Tratado de Haia". Clique aqui para adicionar um comentário.