História do Paraná

Por Cristine Delphino
Quando os colonizadores europeus chegaram na região do Paraná em busca de madeira de lei, encontraram com diversas tribos indígenas. Foi inclusive dos índios que veio o nome do estado, que significa em guarani “rio caudaloso”. Com o passar dos anos, estes colonizadores ocuparam pouco a pouco as terras que pertenciam aos índios, mas a colonização aconteceu somente em 1660.

Devido ao Tratado de Tordesilhas, o Paraná pertencia aos espanhóis que ocupavam trechos do interior da região. A primeira vila á ser fundada pelos colonos espanhóis, foi a Vila de Paranaguá. Os portugueses também se expandiam, mas ao contrário dos seus vizinhos, ocupavam terras a partir do litoral, pressionando os espanhóis que acuados, se viram obrigados a mudar a sua rota de expansão em direção ao Paraguai.

Com as Capitanias Hereditárias, a região foi dividida em quinze lotes. A região do estado do Paraná pertencia a Capitania de São Vicente, de Martin Afonso de Souza que inclusive criou o primeiro engenho de açúcar no país.

Contudo, os portugueses e paulistas iam para a região atrás de ouro e também para escravizar os índios que se encontravam por ali. Grandes entradas bandeirantes acabaram com Reduções Jesuítas e escravizaram índios para serem vendidos para outras capitanias.

Logo, o interesse pelo ouro na região do Paraná diminuiu devido ao crescimento da exploração do ouro em Minas Gerais. As famílias ricas que habitavam a região iniciaram um novo meio de conseguir gerar lucro e passaram a investir em criação de gado nas fazendas. A economia ficou baseada na pecuária. Como as grandes criações de gado estavam localizadas no Sul do país, foi aberto um caminho, chamado de Caminho de Viamão, que ligava a Vila de Sorocaba ( São Paulo) até Viamão (Rio Grande do Sul), com a finalidade de transportar o gado.

O gado era levado pelos tropeiros, que passaram a povoar os locais de parada, dando inicio a novos municípios, atualmente formam um roteiro turístico chamado de a Rota dos Tropeiros.

A Revolução Farroupilha, que aconteceu de 1835 a 1845, no Rio Grande do Sul, afetou também o Paraná. O objetivo era separar o Sul do resto do país. Mas o principal movimento foi a Revolução Liberal que estourou em São Paulo, em 1842. As comarcas que hoje pertencem ao Paraná garantiram que não iam apoiar os revolucionários gaúchos, que ficariam neutros em troca da sua emancipação. No dia 29 de agosto de 1853, foi criado o Paraná. Mas foi nomeado um estado somente em 1859. Curitiba que havia sido fundada no início da colonização, passou a ser capital em 1854.

Em 1870, foram trazidos os primeiros imigrantes para a região. Os alemães, italianos e poloneses passaram a povoar o estado, se dedicando as atividades agrícolas e artesanais. Em 1880, houve a abertura de estradas e rodovias, acelerando a ocupação. Nessa mesma época, a erva mate passou a ser o principal produto produzido na região. A produção de café e a exploração de madeira também tiveram um papel importante no crescimento da economia.

Fontes:
http://www.paranaturismo.com.br/historia.asp
http://www.pampasonline.com.br/Terrasdosul/historiapr.htm
http://tcch.vilabol.uol.com.br/historia_do_parana.htm
http://transamerica.tv.br/index.php/Culltura/Historia-do-Parana.html
http://www.topgyn.com.br/conso01/parana/conso01a01.php


Nenhum comentário sobre "História do Paraná". Clique aqui para adicionar um comentário.